Ebooks

INFORMAÇÃO IMPORTANTE
Infelizmente o 4shared bloqueou o acesso a conta onde eu armazenava os e-books (aparentemente tem algo haver com direitos autorais). Assim que tiver um novo site para armazenamento enviarei os links.

domingo, 30 de novembro de 2008

Fixador de cânula de traqueostomia – Faça você mesmo

Todo fisioterapeuta tem um pouco MacGyver, por isso a postagem de hoje é ao mesmo tempo uma aula de artesanato e um serviço de utilidade pública, ou melhor dizendo: um serviço à quem trabalha em hospital público. A escassez de material (às vezes básico como luvas e álcool) é um problema crônico na maioria das unidades e acho que é desnecessário me alongar neste assunto. Por isso resolvi postar um pequeno manual passo a passo de como improvisar um fixador de traqueostomia.

Naturalmente, estou partindo do pressuposto de que na sua unidade você conseguirá ter acesso aos seguintes materiais:

Material:

  • 1 máscara facial de procedimento
  • 4 gazes (não precisa ser estéril)
  • 10cm de esparadrapo (de preferência micropore, se não tiver serve até fita crepe)

Como fazer:

#1- Inicialmente é preciso retirar um pequeno arame que fica dentro da máscara e serve pra moldar no nariz. Não tem mistério nenhum e não é preciso usar tesoura e nem cortar nada, basta abrir devagar a máscara e retirar o arame.




#2- Agora vamos começar a aula de artesanato: Com cuidado destaque os fixadores da máscara. Um detalhe: tratam-se de apenas duas cordas e não quatro, assim, destaque com cuidado e reserve uma das cordas (fig 2.0), se você conseguir vai ficar assim como a figura 2.1 abaixo.

Fig 2.0 e Fig 2.1

#3- Muito bem, mãos à obra: vamos começar posicionando as gazes e a cordinha e em seguida enrolando conforme a figura abaixo

#4- Depois de devidamente enrolado, passe o esparadrapo longitudinalmente para evitar que o fixador se desenrole e reforce também as extremidades. Pronto! agora seu paciente tem um fixador limpinho pra sua tráqueo! Ao prender o fixador nas alças da tráqueo cuidado para não apertar demais pois pode ferir o paciente e corte o excesso de corda com uma tesoura.

6 comentários:

claudinalle disse...

Tenho quase 100% de certeza que este profissional aprendeu esta técnica com um Enfermeiro. Abraço.

Humberto Neto disse...

você não poderia estar mais correta em sua dedução Claudia.
Aprendi sim com uma enfermeira do IPPMG/UFRJ.
Humberto

Anônimo disse...

Eu faço os meus fixadores com uma "cama" de gazinha, uma fita ou cadarço e micropore. Corto um pedaço de cadarço (uma volta no antebraço e mais uma pontinha de uns 10cm), disponho as gazinhas enfileradas, cubro um lado com micropore. Coloco o cadarço por dentro, dobro, colo com o micropore. As pontas do cadarço que ficam pra fora são assimétricas e ele desliza lá dentro, fica regulável, mais fácil de ajustar. Se vc quiser, posso mandar fotos do passo a passo.

Abç,
Carol

Anônimo disse...

genio da lampada

Rose disse...

Meu marido está na UPG do Souza Aguiar...lá a gambiarra não funciona, pois é só fita de cetim mesmo, nem gaze tem no fixador genérico.
Já minha irmã está no INCOR...lá o fixador (verdadeiro) é trocado sempre, sempre mesmo!!
Eita diferença...duas utis tão diferentes

Anônimo disse...

rteermara de campinas, o fixador da traqueo precisa ser mais seguro pois os bebes de dez meses os tiram puxando e este com certeza arrebentaria, aprendi no hopital mas aperfeiçoei em casa dando mais segurança para o meu bebe.