Ebooks

INFORMAÇÃO IMPORTANTE
Infelizmente o 4shared bloqueou o acesso a conta onde eu armazenava os e-books (aparentemente tem algo haver com direitos autorais). Assim que tiver um novo site para armazenamento enviarei os links.

sábado, 25 de abril de 2009

Testes de instabilidade anterior de ombro

Na postagem de quinta-feira deixei a tradução de um artigo sobre instabilidade anterior de ombro. Neste artigo foram citados alguns testes ortopédicos de ombro, os quais tive alguma dificuldade para encontrar na internet as imagens e descrição em português. Portanto decidi dar continuidade ao assunto publicando algumas informações sobre os testes utilizados no artigo.
TESTE DE APREENSÃO ANTERIOR (MANIVELA) - CRANK TEST

DESCRIÇÃO: O examinador posiciona o paciente em supino com o ombro abduzido a 90º e lentamente roda externamente o ombro do paciente. A presença de dor só por si pode não ser sinal de instabilidade. Para o teste ser considerado positivo, tem de estar associada a uma reação de apreensão ou alarme na face do paciente e a resistência do paciente em permitir a progressão da rotação externa. O paciente também pode afirmar que a sensação experimentada é a que ele sentiu quando o ombro foi luxado anteriormente. O teste de apreensão coloca a cabeça umeral em uma posição de subluxação eminente, assim o paciente reconhece o padrão de instabilidade e reage com medo (apreensão). Este teste quando positivo é entendido como uma instabilidade anterior da gleno-umeral.
Este mesmo teste pode ser realizado com o paciente sentado (Figura abaixo)

TESTE DE RECOLOCAÇÃO ( SINAL OU TESTE DE FOWLER; TESTE DE RECOLOCAÇÃO DE JOBE)- RELOCATION TEST

DESCRIÇÃO: O teste de recolocação começa imediatamente ao final de um teste de apreensão positivo. Seguindo a figura acima, se o examinador posicionar a mão sobre a cabeça do úmero, aplicando uma força em direção ao solo, de modo a reposicioná-la, o paciente perde a apreensão, a dor diminui e é possível adicionar mais alguns graus de rotação externa antes que a sensação de apreensão retorne. O teste é considerado positivo se a dor diminuir durante a manobra, mesmo se não houver apreensão.


TESTE DE LIBERAÇÃO - RELEASE TEST

Este teste não foi utilizado no artigo de PNF, mas resolvi incluí-lo, pois é um teste de instabilidade anterior que pode ser realizado na sequência do teste de recolocação.

DESCRIÇÃO: Esta manobra (re)confirma os dois testes anteriores. O teste de liberação é realizado ao final do teste de recolocação. Se o examinador parar de empurrar o úmero em direção ao solo (liberação), então dor, retorno da apreensão e translação anterior da cabeça do úmero poderão ser observadas no teste positivo. Esta manobra deve ser feita com cuidado pois pode provocar uma luxação, especialmente nos pacientes com luxação recorrente.


TESTE DE CARGA E DESLOCAMENTO ( TESTE DE CARGA E DESLOCAMENTO) - ANTERIOR LOAD SHIFT TEST

DESCRIÇÃO: O paciente senta-se sem suporte para as costas e com as mãos e braços repousando sobre as coxas. O examinador fica de pé logo atrás do paciente e estabiliza o ombro com uma mão sobre a clavícula e escápula (Figura acima). Com a outra mão o exmainador pega a cabeça do úmero com o polegar apoiando sobre a cabeça umeral posterior e os dedos sobre a cabeça umeral anterior. Em seguida o úmero é delicadamente empurrado para dentro da glenóide para assentá-lo corretamente na fossa glenóide. Esta é a parte de "carga" do teste, e este "assentamento" do úmero permite que ocorra translação verdadeira. Se a acarga não for aplicada (como no teste de gaveta anterior), o movimento de translação será maior e a 'sensação" alterada. O examinador em seguida empurra a cabeça umeral anteriormente (instabilidade anterior) ou posteriormente (instabilidade posterior) observando a quantidade de translação. Esta é a aparte "deslocamento" do teste.
Fonte: Avaliação Musculoesquelética - David J. Magee, editora Manole.

Na internet:
Instabilidade anterior crônica de ombro (site em inglês)
Artigo em português sobre o ombro desportista
Artigo em inglês: Clinical evaluation, diagnosis and passive management of the shoulder complex
Artigo sobre o teste do quadrante de maitland

6 comentários:

Anônimo disse...

Olá, colega! Parabéns pelo blog! Ah! Duas coisinhas que gostaria que lesse:
1 - Interessantíssimo seu blog, tem assunto pra tudo que é área e gosto. Parabéns pelo trabalho que despertam o interesse de fisioterapeutas, outros profissionais de saúde e de leigos. Trabalhos assim deviam ser sempre incentivados.
2 - Você já viu um blog de médico que ensina a fazer a cirurgia? Que ensine como abre o paciente, qual anestesia deve utilizar, qual curativo deve fazer? Com certeza não. Sabe por quê? É ilegal ensinar ao leigo o que ele NÃO DEVE SABER. Por isso aconselho que selecione melhor o que posta em seu blog. Tem coisa que vira "propriedade de todo mundo" e ninguém mais precisa ir ao fisioterapeuta pois aprendeu num blog COMO É e O QUE o fisioterapeuta faz! Não deixe que textos substituam o profissional. Por segurança de sua própria classe.

Humberto Neto disse...

Prezado (a) Anônimo
Inicialmente quero agradecer sua crítica, bastante pertinente, aliás. Percebo pelo seu texto que vc foi cuidadoso(a) em me criticar porém sem assumir um tom mal educado ou repressivo. Eu apreciei muito esta atitude.
Saiba que há um bom tempo não publico mais textos do tipo "trate você mesmo" como os de tapping, por exemplo. De fato recebo muitos e-mails de leigos pedindo opinião sobre tratamento e até diagnóstico. Confesso que no início, ingenuamente, eu queria fazer do blog uma extensão da minha prática de supervisão de estágio. Mas ignorei o fato da internet ser um território livre para todos... inclusive para aqueles que querem se tratar ou tratar outras pessoas sem ter as certificações necessárias. Por isso não publico mais este tipo de coisa já há algum tempo.
Agradeço a crítica construtiva.
Como vê, não sou mal educado e nem tenho o ego tão inflado que não possa aceitar sugestões... gostaria muito que as pessoas que criticam o blog não fizessem isso de forma anônima... Pô, é chato não saber com quem estou falando.
Abraços

Anônimo disse...

Sou estudante de Fisioterapia. Estudo, pratico o que estudo, mas ainda assim não desprezo bons materiais de apoio como o seu postado acima. Muito grata!

CONCURSOS FISIOTERAPIA disse...

Galera este é o novo blog do renomado professor marcos que agora ta estruturando um blog só com analise de questões de concursos

http://concursosdefisioterapia.blogspot.com/

Marcia Camargo -BAURU-SP disse...

Eu adorei seu blog! obrigada ajudou e mto sou estagiaria de fisioterapia e estudo todos os dias sempre atualizada .....parabens.bjos

Aldo disse...

Caro colega Humberto, sou estudadante de fisioterapia, 7ºperiodo na FRASCE. Gostaria de agradecer pelas publicaçoes, já compartilhei alguns temas no Face e utiliso o blog constantemente para estudo e atualização. Obrigado.