Ebooks

INFORMAÇÃO IMPORTANTE
Infelizmente o 4shared bloqueou o acesso a conta onde eu armazenava os e-books (aparentemente tem algo haver com direitos autorais). Assim que tiver um novo site para armazenamento enviarei os links.

domingo, 17 de janeiro de 2010

Símbolo da Fisioterapia

Neste fim de semana ao reler uma edição antiga da super interessante sobre a maçonaria e seus símbolos, me dei conta de que eu não conhecia o significado do símbolo de minha própria categoria profissional. Por causa disso, arregacei as mangas, estalei meus dedos e pus-me a fuçar a internet em busca do significado perdido do símbolo da fisioterapia.

Logo de cara fiz uma busca no google com as palavras fisioterapia e símbolo, mas tudo o que encontrei foram algumas explicações vagas e superficiais. Eu gosto de ler sobre mitologia e culturas antigas, e muito embora não seja especialista, sei que o simbolismo envolvido na figura que representa a fisioterapia não se restringe apenas a “serpente verde, símbolo da saúde e raio amarelo, símbolo da iluminação.”
Assim, resolvi eu mesmo investigar um pouco de mitologia greco-romana e investigar também os símbolos de outras profissões da área da saúde. Obviamente, por não ser especialista, minha explicação também é superficial, mas com certeza mais abrangente do que a maior parte das explicações disponíveis na web.

Vale um detalhe histórico: O símbolo brasileiro foi inicialmente elaborado pelo fisioterapeuta Carlos Alberto Esteu Tribuzy, em 1965, e era ligeiramente diferente da atual. (acesse este link e saiba mais) O símbolo da fisioterapia, nos padrões que conhecemos hoje, foi definido em fevereiro de 2002, e é basicamente composto por duas serpentes entrelaçadas em espiral em volta de um raio. Vale notar que esta imagem está inserida em uma moldura, mais exatamente um camafeu de fundo branco.

Agora vamos a simbologia desta imagem:

Duas serpentes verdes entrelaçadas:
De forma geral, a serpente representa o poder, a ciência, a sabedoria e a transmissão do conhecimento compreendido de forma sábia. Também é um símbolo da cura porque periodicamente abandona sua pele velha e aparentemente renasce, da mesma forma que os médicos removem a doença dos corpos e rejuvenescem os homens, e além disso, a serpente é um símbolo de atenção concentrada, o que era requerido dos curadores. A serpente é um símbolo que acompanha todas as divindades médicas.
Fonte: http://www.portalsaofrancisco.com.br/alfa/contagio/contagio-5.php

O símbolo das duas serpentes, a direita e a esquerda, são de aspecto simbólico com o diurno e o noturno, o benéfico e o maléfico. Elas simbolizam o equilíbrio das tendências contrárias em torno do eixo do mundo.
A simetria bilateral, como a balança de Libra, expressa sempre a mesma idéia de equilíbrio ativo, de forças adversárias que se contrapõem para dar lugar a uma forma estática e superior. Destaca-se a ambivalência no aspecto duplo da cura e da ameaça, lembrando a grande máxima médica, de Hipócrates, “Primo non nocere”, ou seja, primeiro não lesar.
Fontes:
http://www.cafeesaude.com.br/medicina_artigo.htm
http://www.uefs.br/portal/colegiados/contabilidade/menus/simbolos-da-contabilidade

Diz a mitologia grega que Asclépio (deus da medicina e da cura) , filho de Apolo e da ninfa Coronide, fora adotado e criado pelo Centauro Quíron, que ensinou-lhe a arte da cura.
Asclépio, dotado de invulgares capacidades (e nomeadamente de sentido de observação), cedo superou o seu mestre em matéria de conhecimentos médicos.
"Certo dia uma serpente surgiu-lhe no caminho, enrolando-se na vara que ele [empunhava]. Asclépio deitou-a por terra e matou o animal. Acontece que, miraculosamente, apareceu uma segunda serpente. Esta trazia na sua boca uma certa planta, com a qual ressucitou o réptil morto. Este acontecimento, carregado de simbolismo, foi para Asclépio uma revelação. A revelação das virtudes medicinais. E assim, encontramos aqui a origem do caduceu (duas serpentes enroladas à volta de uma vara), que se tornou no emblema do corpo médico"
Fonte: http://www.ensp.unl.pt/lgraca/textos2.html


Para enriquecer um pouco mais nossos conhecimentos sobre mitologia, segue abaixo a gentil colaboração do colega fisioterapeuta Geraldo Barbosa, do Blog 14-F
Asclépio foi sumariamente eliminado por Júpiter, atendendo pedido de Hades. Para isso Júpiter utilizou RAIOS forjados pelos Ciclopes. Após sua morte Asclépio é recebido como um deus no Olimpo, passando a partir de então a ser visto nas noites do hemisfério boreal, sob a forma de uma constelação denominada Ofiúcio ou Serpentário.
Certa vez, atravessou o Mediterrâneo no formato de uma enorme serpente, ao ser invocado pelos habitantes da península itálica assolada por uma epidemia que vitimava grande número de pessoas. Lá chegando, o mal se dissipou, ficando a população agradecida pelo feito. Devido a essa forma de se revelar aos humanos são emblemáticas as representações do deus com volteios colubrinos, como uma serpente enlaçada em um bastão ou duas serpentes entrelaçadas nesse mesmo tipo de objeto.

- Segundo estudiosos da mitologia greco-romana, um erro de interpretação ocorrido na Idade Média, confundiu o símbolo de Asclépio com o Caduceu de Mercúrio, emblema da paz, da prosperidade e do comércio. O deus Mercúrio levava nas mãos um bastão com duas sepentes entrelaçadas - O CADUCEU - e com ele agilmente conduzia as almas nos infernos e fazia cessar os ventos.

- Na minha interpretação, que é pessoal e passivel de censura, a Fisioterapia no Brasil está representada oficialmente por um raio com duas serpentes verdes entrelaçadas e incrustadas num camafeu de fundo branco, proporcionando um impacto visual de grande força, movimento contido e de rara beleza. Nele as serpentes se confrontam e apesar disso permanecem estáticas diante do RAIO CICLÒPICO (Lembram da morte de Asclépio?), enigmático em sua dualidade, pois ao mesmo tempo é mortífero e potencialmente recuperador da ação do movimento humano, figurando como símbolo da eletrotermoterapia.

Fonte: Herdeiros de Esculápio - história e organização profissional da Fisioterapia - Livro que publiquei no ano passado

Raio:
Desde a antiguidade os raios são vistos como uma manifestação do poder divino. Seu efeito pode ser “benéfico” enquanto luz e força, ou “maléfico” como aniquilador e destrutivo. Mais uma vez encontramos aqui uma referência ao equilíbrio entre opostos.
Segundo o fisioterapeuta Carlos Alberto Esteu Tribuzy, idealizador do símbolo de nossa profissão:
“O raio, com seu brilho intenso, é uma forma, utilizada desde a antiguidade para transmitir e identificar, de forma consciente, os valores e práticas corretas de vida'.

Camafeu
A palavra ‘camafeu’ provavelmente origina-se do latim cammaeus, que quer dizer pedra entalhada ou esculpida. Trata-se de um item da joalheria e não sei se tem algum simbolismo especial envolvido.

Pois bem, acho que é isso, aguardo comentários de algum colega que tenha algo a acrescentar em termos de história e simbologia.

A verdade está lá fora...

15 comentários:

Geraldo Barbosa disse...

Caro Humberto,
ocupo esse privilegiado espaço para tecer algumas considerações a popósito do Símbolo da Fisioterapia:

- Asclépio foi sumariamente eliminado por Júpiter, atendendo pedido de Hades. Para isso Júpiter utilizou RAIOS forjados pelos Ciclopes. Após sua morte Asclépio é recebido como um deus no Olimpo,passando a partir de então a ser visto nas noites do hemisfério boreal, sob a forma de uma constelação denominada Ofiúcio ou Serpentário. Certa vez atravessou o Mediterrâneo no formato de uma enorme serpente,ao ser invocado pelos habitantes da península itálica assolada por uma epidemia que vitimava grande número de pessoas. Lá chegando, o mal se dissipou, ficando a população agradecida pelo feito. Devido a essa forma de se revelar aos humanos são emblemáticas as representações do deus com volteios colubrinos, como uma serpente enlaçada em um bastão ou duas serpentes entrelaçadas nesse mesmo tipo de objeto.

- Segundo estudiosos da mitologia greco-romana, um erro de interpretação ocorrido na Idade Média, confundiu o símbolo de Asclépio com o Caduceu de Mercúrio, emblema da paz, da prosperidade e do comércio. O deus Mercúrio levava nas mãos um bastão com duas sepentes entrelaçadas - O CADUCEU - e com ele agilmente conduzia as almas nos infernos e fazia cessar os ventos.

- Na minha interpretação,que é pessoal e passivel de censura, a Fisioterapia no Brasil está representada oficialmente por um raio com duas serpentes verdes entrelaçadas e incrustadas num camafeu de fundo branco, proporcionando um impacto visual de grande força, movimento contido e de rara beleza. Nele as serpentes se confrontam e apesar disso permanecem estáticas diante do RAIO CICLÒPICO (Lembram da morte de Asclépio?), enigmático em sua dualidade, pois ao mesmo tempo é mortífero e potencialmente recuperador da ação do movimento humano, figurando como símbolo da eletrotermoterapia.

Fonte: Herdeiros de Esculápio - história e organização profissional da Fisioterapia - Livro que publiquei no ano passado.

Humberto Neto disse...

Ok Geraldo,
Obrigado pela contribuição enriquecedora. Tomo a liberdade de incluir trechos no corpo do texto para que mesmo quem não costuma ler os comentários tenha acesso a estas informações.
Abraços
Humberto

Anônimo disse...

Tinha um velho professor meu que dizia:

''Nossa profissao começa desunida do proprio simbolo!

Para mim significa: cobra comendo cobra e o raio que os partam!''

Patrick disse...

no meu ponto de vista...o raio significa a capacidade motora do ser humano...força....energia....locomoção....e a serpente sempre esteve relacionada ao conhecimento....vide a serpente do Edem...a qual protia passar conhecimento ...

patrick.picasky@hotmail.com

Anônimo disse...

Oi meu nome é Priscilla tenho 16 anos,vou para o 3º ano, e quero fazer vestibular para Fisioterapia, desde pequena que eu me vejo nesse curso. Espero passar e ter meu sonho realizado, e ajudar as pessoas. Eu adorei saber o significado, e estou me informando sobre tudo do Curso. Beijo e espero ser uma colega de Trabalho;*

Diego Pontes disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Diego Pontes disse...

É interessante como os símbolos estão presentes na nossa vida e as vezes agente não se da conta do real significado deles. o Símbolo da fisioterapia além de muito bonito ao meu ver tem um significado que retrata exatamente essa nossa profissão tão especial. Então... outro dia pensando nessas questões de símbolos significados, assim como você, resolvi buscar na internet símbolos de especialidades da fisioterapia, inclusive a minha (fisioterapia do trabalho) e não encontrei símbolo para fisioterapia do trabalho, então criei um, baseado no nosso símbolo. Se tiver curiosidade entre em: http://trabalhecomsaude.blogspot.com/2010/10/o-novo-simbolo-da-fisioterapia-do.html e veja o que acha. gostaria de saber sua opinião.

Anônimo disse...

Meu nome é Régis Vieira estou no primeiro semestre de Fisioterapia e acho que você colocou muito bem o significado do símbolo, na minha opinião as serpentes significam a sabedoria, força, cura e recomeço, e o raio significa agilidade, energia e iluminação, esses dois elementos juntos serpente e raio exaltam um poder extremo que com as qualidades supramencionadas surge uma nova ciência da saúde a Fisioterapia.

Anônimo disse...

Nossa estou muito satisfeita com a forma que vocês colocaram o siginificado do símbolo da Fisioterapia, pra eu como uma mera iniciante nesse ramo, estando cursando o primiero semestre de tal curso, acabo de suprir minha curiosidade em saber o real significado do "nosso" símbolo, os profissionais da Fisoterapia, pois ja me sinto uma!

Renata disse...

Oie meu nome é Renata e eu sou suspeita em falar da profissão que é ser fisioterapeuta, estou cursando e não vejo a hora de me formar é uma profissão linda e é bom conhecer tudo sobre a aréa e o que ela pode te trazer de bom... sinceramente não sabia o significado e agora me sinto com um conhecimento a mais.

Anônimo disse...

bom eu ainda estou no colegio,mas pretendo fazer uma boa faculdade de fisioterapia.estou pesquizando bastante sobre esse assunto,quero ser uma grande fisioterapeuta.obrigato pelas suas dicas!

Anônimo disse...

Meu nome é Elisângela, sou fisioterapeuta há 13 anos e até então não havia visto uma explicação tão boa para símbolo da nossa profissão. E espero que em cada um de nós fisioterapeutas, tenha um pouco de serpente e raio, pois os dois juntos é o que nos diferencia dos outros profissionais da saúde. Parabéns pela sua pesquisa......

rp disse...

JÁ VI A EXPLICAÇÃO DA COBRA NOS SIMBOLOS MÉDICOS SEREM EXPLICADOS PELA INTERVENÇÃO DOS REPTILIANOS; OU SEJA, ALIENS EVOLUIDOS QUE MORAM NA TERRA E TROUXERAM DIVERSOS AVANÇOS FÍSIOS E TECNOLOGICOS PARA A "ESCOLA" TERRA. PARECE MUITA BABOSEIRA, MAS É A HISTÓRIA DA NOSSA "EVOLUÇÃO" CONTADA DE FORMA DIFERENTE, PRO SR. QUE PESQUISOU E OUTROS INTERESSADOS, EXISTEM DIVERSOS VIDEOS E ARTIGOS CONTANDO ESSA "VERSÃO"

RP disse...

http://despertardegaia.blogspot.com/2012/03/os-reptilianos-no-planeta-terra-parte-2_13.html

NESTE SITE, DESCENDO UM POUCO TEM UM TRECHO QUE COMENTA SOBRE O SIMBOLO MÉDICO, QUE ESTÁ NUMA FIGURA PRETO E BRANCO. AOS CURIOSOS, APROVEITEM AS DEMAIS INFORMAÇÕES.

Anônimo disse...

Meu nome é Giovana, sou graduanda em Fisioterapia. Sobre a serpente está correto mas o raio gente...O raio do raio é tão simples que chega a ser chato após essa aula de mitologia. O raio só simboliza a eletricidade, lembre-se na historia da Fisioterapia, originalmente. Abraços.