Ebooks

INFORMAÇÃO IMPORTANTE
Infelizmente o 4shared bloqueou o acesso a conta onde eu armazenava os e-books (aparentemente tem algo haver com direitos autorais). Assim que tiver um novo site para armazenamento enviarei os links.

quinta-feira, 20 de maio de 2010

Dicas para elaboração de currículos para fisioterapeutas

Um Curriculum Vitae bem elaborado pode ser a porta de entrada para aquele estágio super concorrido ou o diferencial no processo seletivo do primeiro emprego. O currículo é um documento, e como tal deve seguir algumas normas. Embora o processo seletivo para fisioterapeutas seja em geral muito menos formal do que os das áreas tecnológica e empresarial, ainda assim o candidato deve estar atento a alguns detalhes. Na postagem de hoje quero deixar algumas dicas sobre como elaborar e principalmente sobre o que NÃO colocar no currículo.

Acho que antes de mais nada é preciso derrubar o mito que o currículo precisa ter várias páginas para impressionar o avaliador. Se neste exato momento você estiver elaborando seu primeiro currículo fatalmente vai cair neste erro e encher lingüiça com informações do tipo onde cursou o ensino básico e até se fez curso de modelo e manequim (cara, não é zoação não, já avaliei o currículo de uma criatura que além deste tipo de “informação”, ainda botou uma foto de corpo inteiro fazendo pose sensual). Quando estiver escrevendo seu currículo, tenha em mente que ele será sua carta de apresentação ao empregador, e portanto, deve ser profissionalmente atraente e interessante (sem fotos sensuais, por favor), para assim despertar o interesse do avaliador lhe convocar para a entrevista.
Em resumo: Para ser eficiente e impressionar, o currículo não precisa ser muito extenso. Qualidade é sempre melhor que quantidade.
Mas vamos deixar a ladainha de lado e ir ao que interessa:


QUE TIPO DE INFORMAÇÃO DEVO COLOCAR EM MEU CURRÍCULO?


Identificação Pessoal:

O que colocar:
Nome, Nacionalidade, naturalidade, data de nascimento, estado civil, endereço com CEP e número do CREFITO, telefone de contato e e-mail.

O que não colocar:
Não é necessário anexar foto (muito menos em pose sensual), nem informar RG, título de eleitor, CPF, nome dos pais, número de filhos ou cor favorita.


Formação Acadêmica:
O que colocar:
Onde cursou a graduação e a data de término. No caso de ainda não ter se formado, informe a data prevista para a conclusão do curso.
Cursos de pós-graduação, com o nome do curso, instituição, carga horária e data (ou previsão de conclusão). Lembrando que aqui só valem os cursos tipo peso-pesados, como especialização, MBA, mestrado e doutorado. E também os cursos que tenham grande apelo comercial, como Pilates e RPG por exemplo.
Também é legal comunicar aqui a certificação em cursos de línguas estrangeiras, não esqueça de informar se o nívelç é básico, intermediário ou avançado.

O que não colocar:
Onde cursou o segundo grau e muito menos cursos fora do contexto profissional (modelo e manequim, por exemplo)
.


Experiência Profissional:
O que colocar:
Aqui você vai informar os locais em que trabalhou e a data de admissão e saída (Exemplo: de janeiro de 2008 a agosto de 2009). Se você exerceu cargo de chefia, coordenação ou se participou de alguma realização importante em seu local de trabalho, como por exemplo: implantação do programa de ginástica em determinada empresa bem como organização de Congressos ou cursos de pós-graduação.
Observação: Como disse anteriormente, existem algumas normas para elaboração de currículos. Uma delas orienta o candidato a informar as suas experiências profissionais em ordem decrescente, ou seja, o seu último emprego (ou o atual) deve vir no topo da lista.
Dica: Se você ainda não se formou ou se é recém formado, é uma boa colocar seus estágios, mesmo os curriculares. Informe se eles foram remunerados ou voluntários, o local e a data de admissão e saída.
IMPORTANTE: Se o seu estágio foi não remunerado, use a expressão trabalho voluntário. Isso impressiona mais o examinador e é bem mais agradável do que “não remunerado”.

O que não colocar:
Motivo da saída do emprego anterior. Se coloque no lugar do avaliador: Você convocaria para entrevista um candidato que tenha saído do emprego anterior por divergências com a administração, justa causa, motivos salariais, diminuição de pessoal, etc?
Também evite colocar a pretensão salarial . . . infelizmente a situação atual do fisioterapeuta brasileiro não permite este tipo de luxo.
Se edita um blog de fisioterapia na internet só inclua se for relevante para a vaga que está se candidatando. Ter um blog ainda não vale pra prova de títulos.


Cursos de Aperfeiçoamento:
O que colocar:

Lembra que eu pedi pra colocar na formação acadêmica apenas os cursos peso-pesados ? Pois bem, agora é o momento de você incluir aquele curso de aperfeiçoamento que não tem uma carga horária tão grande pra ser pós-graduação, mas que vale a pena ser destacado, como por exemplo um curso de ventilação mecânica, Mobilização Neural, Kinesio Tapping, Mulligan, etc...
Importantíssimo: Arrume-os em ordem de importância em relação ao local em que está enviando o currículo. Exemplo: Se você está enviando o seu currículo par o CTI de um Hospital, não adianta colocar em primeiro lugar o curso de pilates ou crochetagem. O examinador vai torcer o nariz e terminar de ler seu currículo menos impressionado do que se você tivesse começado com um curso de ventilação mecânica. Lembrando novamente de incluir a carga horária.

O que não colocar:
cursos que você não fez, mas que aprendeu de orelhada com algum colega... cuidado, um dia a casa cai !


Experiência em Pesquisa, Trabalhos Apresentados em Congressos, Simpósios e Seminários.
Se você teve algum trabalho apresentado em congresso ou publicado em revista científica esta é a hora de apresentá-lo. A propósito, só inclua participação em seminários, Simpósios e Congressos como ouvinte se forem realmente importantes. Ex: Não desperdice o tempo do avaliador informando que você participou como ouvinte dos 5 Simpósios de fisioterapia da clínica X ou da Faculdade Y. Porém se você participou de congressos ou simpósios bastante específicos, como por exemplo: participação como ouvinte do XXII Congresso Internacional de Reabilitação de Jogadores Profissionais de Boliche, aí sim vale a pena incluir no currículo. Mais uma vez lembrando de colocar APENAS se for uma informação relevante para a vaga e local a que está se candidatando.
Se você participou da orientação de TCC ou pós-graduação também informe aqui.


PRA TERMINAR:
Algumas dicas finais:
Escreva de maneira objetiva e seja honesto nas informações. Não invente ou aumente suas qualificações;
Ler, reler e checar possíveis erros gramaticais e também o tipo de letra que você usou (misturar muitos tipos pode prejudicar a leitura do currículo). Pedir a um(a) professor(a) que leia seu currículo, pois a opinião de um profissional experiente é sempre boa, além de não deixar passar pequenos erros.
Tendo em vista que nossa vida está cada vez mais exposta na WEB, e que não raro as pessoas te procuram no ORKUT, Facebook, Twiter e afins, cuidado com a sua imagem pessoal na WEB, principalmente com as comunidades do ORKUT. Pelo amor de Deus, evite participar de comunidades tipo “Me amarro em dormir no trabalho”, “Odeio escrever em prontuário”, “Já ganhei uma grana em causa trabalhista” e por aí vai... Algumas destas comunidades podem até ser engraçadas, mas bote na cabeça que você não é mais adolescente!

Pois é pessoal,
Boa sorte na entrevista!!

35 comentários:

FitMed Saúde Corporativa disse...

Show de Post, Humberto. Parabéns.
Equipe FitMed.

Alana (Fisioterapeuta com orgulho!!) disse...

O seu blog é simplesmente maravilhoso!!! Acompanho com frequencia e fico muito feliz com a valorização da fisioterapia baseada em evidências.

Patrícia disse...

Adorei essas dicas!!

mas tenho uma dúvida, se eu trabalhei em outras áreas antes de fazer fisioterapia e estou procurando meu primeiro emprego na área, é importante colocar isso no curriculo? por exemplo, 2 anos numa empresa de telemarketing... hehehe

Meu pai é analista de RH de um escritório e meu irmão é designer, ou seja, eu sou a 1ª da família na area da saúde, então to meio perdida! hehehe

Humberto Neto disse...

Olá Patrícia,
É mesmo normal ficar perdida na busca do primeiro emprego. Em relação à sua pergunta, o que posso dizer é que se sua experiência anterior não tiver absolutamente nada haver com fisioterapia, é melhor não informar.
Veja bem, pode-se até argumentar que é bom para mostrar pro avaliador que você é responsável, ou que já teve experiência no mercado de trabalho.
Mas na real mesmo, quando um hospital ou clínica contrata uma fisioterapeuta, eles estão interessados se a profissional sabe ou não fazer fisioterapia; o fato de ter experiência em outras áreas (ex: técnica de enfermagem, analista de sistemas, designer de interiores, etc...) geralmente é pouco relevante.
Espero ter ajudado

Mercia Moura disse...

Dicas preciosas, Humberto!!
Pra quem está saindo da faculdade como yo, esse post realmente veio a calhar!
ABraços

Anônimo disse...

Olá Humberto, muito prazer, meu nome é Kamila, sou fisioterapeuta em Minas Gerais. Entrei no seu site através do google para procurar modelos de curriculum.Fiquei supresa com seu blog, parece que devemos ter o mesmo tempo de formados.Vc parece ser uma pessoa muito divertida e bom profissional.Parabéns pelo blog, a partir de hj sou sua seguidora rsrsrsrs. Abraço forte!

Anônimo disse...

Olá...resolví escrever porque sempre que penso em fazer meu currículo fico cheio de dúvidas. Vamos lá...Sou recém formado em fisioterapia, tenho 48 anos, sou casado,pai de um filho. Ainda não trabalhei na área, mas já trabalhei na receita federal, supermercado, portaria de motel, 2 vezes numa mesma empresa (indústria lubrificante), a primeira 10 anos e a segunda 7 anos. Trabalhei em escritório, cuidador de idosos (este sem registro em carteira), etc.. Faço o currículo colocando esses locais que trabalhei mesmo não tendo nada a ver com fisioteapia, se não coloco fico parecendo que nunca trabalhei na vida. Qual a melhor forma (dicas..kkk) para eu elaborar meu currículo para que fique legal. Obrigado! BJD

Humberto Neto disse...

Olá Anônimo,
Penso que no seu caso seria adequado incluir um item com um título como "Experiência em outras áreas profissionais", ou algo do gênero. De fato, pela sua idade, fica estranho entregar um currículo sem estas referências. Se eu fosse o empregador, eu ficaria curioso para saber o que você fez da vida antes de se formar...
Mas existe uma coisa boa em ser coroa. Veja bem, um recém formado enfrenta duas grandes dificuldades: A inexperiência e a cara de criança. Você só vai enfrentar a inexperiência... Até hoje quando levo minha filha no médico eu fico grilado em ser atendido por alguém que não tenha alguns fios grisalhos na cabeça. Sei que é bobeira, mas algumas rugas no rosto passam bastante confiança quando o assunto é cuidados de saúde.
Portanto meu amigo, capriche no currículo, boa sorte e bola pra frente
Abraços
Humberto

Anônimo disse...

Oi,primeiramente quero parabeniza-lo pelo blog!!!
Gostaria de saber se é necessário colocar o objetivo no curriculo, visto que ele já contém informaçãoes academicas.
Obrigado!!!!

Márcia Maria disse...

Márcia ( fisioterapeuta)
olá me formei mas fiquei um curto período atendendo em domicilio então não tenho experiências em clinicas ou hospitais mas quero ter um emprego fixo chega de não saber quanto vai receber..... como devo citar essas experiências profissionais...tô bastante perdida....

Anônimo disse...

OLÁ, SOU ESTUDANTE DE FISIOTERAPIA...
E TENHO GRAVES DÚVIDAS NA HORA DE ELABORAR O MEU CURRICULO!
GOSTARIA DE SABER SE OS SEGUINTES CURSOS QUE TENHO PODEM SER ACRESCENTADOS AO MEU CURRICULO PARA CONCORRER UM VAGA PARA TRABALHAR EM ERGONIMIA.
*GESTÃO DE PROJETOS
*GESTÃO DE RECURSOS HUMANOS

, disse...

Olá Márcia,
Realmente o atendimento de pacientes em domicílio é um ponto que gera dúvidas, afinal de contas não podemos colocar no currículo o nome de cada paciente atendido em casa eo número de sessões para comprovar experiêcia...
A minha sugestão é que você digite algo mais geral, como:
"experiência em atendimento domiciliar de pacientes neurológicos, ortopédicos, idosos (e por aí vai) - se quiser coloque o período de tempo que você se dedicou a esta atividade.
Boa sorte com o currículo
Atenciosamente
Humberto

, disse...

Olá Anônimo ou Anônima que concorre a uma vaga de ergonomia.
Você pode e DEVE citar os cursos de gestão de projetos e de recursos humanos.
atenciosamente
Humberto

Evelyn Ribeiro disse...

Olá, sou estudante de fisio do 7º período, e estou com um dúvida: como sou estudante coloco na formação em andamento: bacharel em fisioterapia ou só fisioterapia???

Anônimo disse...

olá me formei mas fiquei um curto período atendendo em domicilio então não tenho experiências em clinicas ou hospitais mas quero ter um emprego fixo,como devo citar essas experiências profissionais...

luciana disse...

já sou formada a algum tempo mas estava trabalhando em outra área,agora me mudei de cidade e gostaria de trabalhar na minha área mas com atendimento a domicílio,vc tem alguma ideia de como posso comessar,obrigado pela atenção

Anônimo disse...

Muito legal!obrigada pelas dicas!

thais santos disse...

adorei sua dica|! muito obrigada

Inara disse...

Se eu não tenho experiência, cursos de aperfeiçoamento e participação em congressos, o que devo colocar?
Pode ser colocado jornadas de fisioterapia que acontecem na faculdade?

Talita disse...

Olá... gostaria de saber se posso postar no meu blog este post, claro, sitando vc..
dá uma olhadinha no meu blog http://physioweb.blogs.sapo.pt/

desde já, muito obrigada.
ótimo post!!!

Anônimo disse...

Olá, primeiro gostaria de te parabenizar pelo seu post, vc me ajudou muito. Estou em busca do meu primeiro emprego na fisioterapia e minhas experiências são apenas em estágios curriculares e atividades de monitoria na própria faculdade, como posso incluir aquela expressão "trabalho voluntário" no meu curriculo???

Renata disse...

Otimas dicas !

Estou cusando o 1º semestre de Fisioterapia, ainda nao tenho nenhum tipos de curso e experiencia . Como posso elabrar um Curriculo bem simples, no meu caso ?


Atensiosamente .

thaysa disse...

Oi, adorei as dicas q você deu, obrigada!! Mas fiquei em dúvida sobre o curso de pilates aparecer na formação acadêmica, acabei de fazer um com carga horária de 200hrs, vc acha que seria legal colocar na parte de formação ou na parte dos outros cursos com carga horária menor?

Anônimo disse...

Olá Humberto adorei o seu post, mas no meu caso qdo registro do Crefito ainda nao ficou pronto, posso enviar o curriculo assim mesmo?

Mariana Teixeira disse...

olá Humberto, suas dicas realmente foram muito benéficas, mas tenho uma dúvida, fui avaliadora cega em uma pesquisa realizada por uma professora da graduação,meu nome não saiu no trabalho e contou como voluntariado, posso colocar em experiências profissionais??

Obrigada e ate mais!

Mariana Teixeira disse...

ah Humberto outra duvida, com relação ao trabalho em home care sem vínculo com uma empresa, sendo realizado de maneira autônoma seria ineressante constar no CV?
Agradeço desde já, até mais!

Mariana Teixeira disse...

só uma última dúvida e se com apenas as informações necessárias meu CV ficar mto curto, vc acha que isso desvaloriza?
Mais uma vez obrigada!

RRHH disse...

Empresa tem vaga para fisioterapeuta
enviar currículo com pretensão salarial: rrhh.stand@gmail.com

Anônimo disse...

Sou fisio mais nunca trabalhei registrada qual e a documentacao e necessario diploma a carteira do crefto bj

Anônimo disse...

Ótimas dicas!!!!

Anônimo disse...

Eras amigo, voce me ajudou muitooo!!
valeu mesmo! adoro seu blog!"

Anônimo disse...

Boa tarde Humberto!
Sou recem formada e a unica experiencia na area que eu tenho, foi atraves dos estagios "obrigatorios" da faculdade. Gostaria de saber se esses estagios entram no curriculo!
Grata!

Anônimo disse...

olá, eu não tive experiencia nenhuma no mercado, passei todos os anos de estudante jogando rugby pela isntituição, e era bolsista, eu devo colocar isso no curriculo? como colocar?

Lojinha da Diva disse...

Olá
Primeiramente parabéns pelo blog, é muito bem feito!!
Segundo gostaria de saber o que coloco em objetivo? A área de interesse na empresa ou simplesmente não coloco o objetivo?

Alice disse...

Humberto, sou recém formada e gostaria de saber como proceder em relação a atividades curriculares. Só tenho experiência em estágios indicados pela faculdade mas acredito que seja necessário colocar porque é preciso mostrar de alguma forma que tenho experiência. Gostaria de sua opinião pra saber se procede essa forma de pensar.

Parabéns pelo blog, muito boa a forma que foi escrito, bem esclarecida e com toque de humor.