Ebooks

INFORMAÇÃO IMPORTANTE
Infelizmente o 4shared bloqueou o acesso a conta onde eu armazenava os e-books (aparentemente tem algo haver com direitos autorais). Assim que tiver um novo site para armazenamento enviarei os links.

sábado, 4 de fevereiro de 2012

Ausculta Pulmonar. Você está ouvindo bem ?

Olá Fisionautas,
Um amigo me enviou o link para a página do “Programa Educacional em Ausculta Torácica” da UNIFESP (clique AQUI para acessar). Um site muito legal e que vale ser compartilhado. Nesta página é possível ouvir os sons cardíacos e pulmonares normais e anormais, além de uma breve descrição do significado de cada ruído.
Como de costume, decidi fazer uma pesquisa sobre sons pulmonares para enriquecer um pouco mais a postagem. Mas eis que logo de cara me deparo com um fato surreal: Existem vários trabalhos nacionais e estrangeiros chamando a atenção para a falta de padronização da terminologia dos sons pulmonares ! ! !  
Confesso que esta notícia me deixou ao mesmo tempo perplexo e contente, pois eu achava que tinha algum problema auditivo ou que fosse meio retardado pois nunca consegui perceber a diferença que existe entre estertores crepitantes, subcrepitantes e estertores finos. ( ^_^ )
Na imagem acima, um grupo de eminentes especialistas em reunião para decidir se o ruído adventício do paciente é um estertor crepitante, bolhosos ou subcrepitante

Pois é galera, existe uma verdadeira Torre de Babel quando o assunto é sons pulmonares. A preocupação com a falta de padronização é antiga. Encontrei um artigo de 1998 com o curioso título. “ A confusa nomenclatura da ausculta pulmonar brasileira.” (J Pneumol 24(3) – mai-jun de 1998 -  clique AQUI para download) que já abordava este problema.

A título de curiosidade:
Neste trabalho foram listados 10 tipos diferentes de estertores: (estertores simples, crepitantes, subcrepitantes,finos, grossos, bolhosos, inspiratórios, de médias bolhas, de finas bolhas, e grossos inspiratórios), todos citados em publicações nacionais entre 1985 e 1997. A amostra é meio antiga, porém um trabalho mais recente chamado “Terminologia da ausculta pulmonar utilizada em publicações médicas brasileiras, no período de janeiro de 1980 a dezembro de 2003” (clique AQUI para download) revela que a confusão provavelmente se estende até hoje.

Essa variedade de descrições, sem critérios claros de definição e sem referência bibliográfica não só torna a descrição da ausculta pulmonar subjetiva, como também dificulta o ensino acadêmico. O que nos leva a perguntar em alto e bom som:
E AÍ,  TEM JEITO ? ! !  

Talvez. . .
Em 1985 foi realizado em Tóquio o International Symposium on Lung Sounds. Neste simósio, foi proposta a divisão dos sons adventícios em apenas dois grupos: ruídos contínuos (sibilos e roncos) e ruídos descontínuos (estertores finos e grossos) Mikami R, Murao M, Cugell DW, Chretien J, Cole P, Meier-Sydow J, et al. International symposium on lung sounds. Synopsis of proceedings. Chest. 1987;92(2):342-5. (clique AQUI para download)
Agora facilitou, né? Apenas 4 ruídos adventícios e para o meu alívio, com apenas dois tipos de estertores! \o/ \o/ \o/ \o/. Apesar de já se terem passado mais de vinte anos, a padronização mundial ainda não colou. Mas essas coisas levam tepo mesmo...
Na minha opinião, o mais importante desta postagem é saber que a identificação dos sons pulmonares é importantíssima mas existe um carnaval de descrições sendo utilizadas sem nenhuma padronização, e que se você não consegue identificar todos os subtipos de sons pulmonares você é uma pessoa normal.

Valeu galera, imagino que esse tema possa gerar alguma polêmica. Aguardo comentários (educados, por favor)

Se você quiser ter acesso a mais sites com sons pulmonares, acesse:
http://www.concursoefisioterapia.com/2011/11/sons-pulmonares-ausculta-pulmonar.html

http://www.blackbookdopina.net/2009/02/sons-cardiacos-pulmonares-mp3.html

Tem também dois mini-cursos online em inglês bem legais.
http://www.easyauscultation.com/course-contents.aspx?CourseID=201
e
http://www.easyauscultation.com/cases.aspx?CourseCaseOrder=1&CourseID=202
Não falar inglês não é desculpa. As instruções estão por escrito - google translator nelas. 

é isso aí galera
Hasta La Vista

4 comentários:

RODRIGO QUEIROZ disse...

Grande humbertão - excelente postagem. Há algum tempo venho discutindo esse assunto, porém a uniformização é difícil mesmo....grande abraço

Tânia disse...

Grande mestre, obrigada por citar o Concurso e Fisioterapia.
Seus textos são tops sempre.
Abraço

Clínica Reacciona disse...

Olá o blog esta ótimo! É sempre bom achar profissionais para a troca de experiências! Já estamos seguindo o seu blog! Conheça o nosso http://clinicareacciona.blogspot.com/
Abraço!

Anônimo disse...

Petição Publica Não aon ato médico http://peticaopublica.com.br/PeticaoListaSignatarios.aspx?page=&sr=17961&pi=P2012N20540