Ebooks

INFORMAÇÃO IMPORTANTE
Infelizmente o 4shared bloqueou o acesso a conta onde eu armazenava os e-books (aparentemente tem algo haver com direitos autorais). Assim que tiver um novo site para armazenamento enviarei os links.

domingo, 27 de outubro de 2013

Fisioterapeutas podem ter tatuagens?

Tatuagens vem se tornando cada vez mais populares. Basta um pequeno passeio pelas ruas de qualquer grande cidade para encontrarmos todo tipo de pessoas exibindo suas tatuagens. Podemos encontrar desde freqüentadores de academias de musculação até vovózinhas aposentadas, com desenhos variando de discretas borboletas até fechamentos completos de braço e costas. Isso demonstra que a tatuagem conquistou espaço em nossa cultura como arte e como forma de expressão. Mas apesar disso tudo, é preciso lembrar que elas ainda são vistas com preconceito.
É claro que o fato de uma pessoa imprimir desenhos na pele não a torna mais ou menos inteligente, competente ou qualificada para uma atividade, porém pode interferir com algumas oportunidades de trabalho. A postagem de hoje não pretende fazer juízo de valor sobre tatuagens. Não, definitivamente a minha intenção não é essa. Busco apenas compartilhar algumas reflexões e experiências sobre o tema tatuagem e fisioterapia.

Tatuagem pra quem? 
Inicialmente é preciso entender que existem bons motivos para se fazer uma tatuagem. Ela pode ser uma forma de expressar sua individualidade, suas crenças e religião, prestar homenagem a pessoas queridas (vivas ou falecidas), ou simplesmente adornar o corpo com algo considerado bonito. Mas como eu disse anteriormente, em nosso meio a tatuagens ainda é um tabu e pode ser considerada ofensiva por muitas pessoas. A natureza do trabalho desenvolvido por fisioterapeutas envolve, na maioria das vezes, o contato direto, olho a olho e a construção de vínculos de confiança.

Aqui vale a pena fazer uma pequena observação: Ao se candidatar a uma vaga de trabalho em clínicas ou hospitais, a presença de uma tatuagem em local visível pode não ser bem aceita pelo empregador. De fato, em uma pesquisa realizada em 2012 pela revista Você SA, foram entrevistados diretores de RH de 39 empresas, e identificou que tatuagens em locais visíveis, como mãos, antebraço e pescoço poderiam atrapalhar as suas chances de conseguir um emprego. Eu desconheço qualquer pesquisa feita em estabelecimentos de saúde com o objetivo de identificar a opinião do empregador ou dos pacientes a respeito de tatuagens, mas conheço ao menos um caso pessoas que se recusaram a ser atendidas por fisioterapeuta com tatuagens.

Se pararmos um minuto para refletir, veremos que esta recusa não é tão estranha assim. Pense bem: um dos impedimentos para a doação de sangue é justamente ter feito uma tatuagem a menos de um ano. Além disso, em recente campanha de testagem de Hepatite B, o cartaz do Ministério da Saúde recomenda que as pessoas que fizeram tatuagem ou piercing recentemente façam a testagem e vacinem-se contra Hepatite B. Obviamente que esta não é uma medida discriminatória. Esta recomendação se deve ao fato de que nem sempre tatuagens são feitas em estúdios com a higiene e cuidados necessários. Quando feitas em locais clandestinos (e de baixo $$$$), expõem as pessoas ao risco de contrair Hepatite, HIV e toda sorte de vírus, bactérias, fungos ou encostos espirituais.
Muitos pacientes não sabem disso (e nem são obrigados a saber!) e a mensagem transmitida é a de que a tatuagem talvez não seja algo assim tão “saudável”, afinal de contas exige uma quarentena de um ano antes de se poder doar sangue. Não vou entrar no mérito se é correto ou não colocar todos os tatuados num mesmo saco, mas isso pode justificar a atitude de não querer atendimento de pessoas tatuadas.
"Este delinquente poderia salvar sua vida"

Algumas reflexões finais
Se você tem, ou pretende fazer tatuagens uma coisa é certa: tatuagens nunca passam despercebidas e as pessoas irão fazer julgamentos a respeito dos desenhos. Se este julgamento será positivo ou negativo vai depender de uma série de fatores. No entanto, se você atribui um significado especial à tatuagem, e realmente acredita que é algo que merece ser feito ou mantido por quaisquer motivos (que aliás, só interessam a você), então quem sou eu para dizer algo ao contrário. Só recomendo que faça em um estúdio descente, com tatuadores profissionais e não rabiscadores para não se arrepender depois ou acabar sendo chacota como a foto abaixo.  
Quero terminar dizendo que para mim tatuagens bem feitas (repito: BEM FEITAS!) são obras de arte, e espero que com a sua popularização não sejam utilizadas como critério para avaliação da competência profissional de ninguém.

Nenhum comentário: