Ebooks

INFORMAÇÃO IMPORTANTE
Infelizmente o 4shared bloqueou o acesso a conta onde eu armazenava os e-books (aparentemente tem algo haver com direitos autorais). Assim que tiver um novo site para armazenamento enviarei os links.

domingo, 13 de outubro de 2013

Mitos e Lendas da Fisioterapia - Dor articular e Mudanças no tempo, existe relação?

“- Minha artrose sempre dói quando o tempo vira”.
Provavelmente você conhece alguém que jura ser capaz de fazer previsões meteorológicas a partir da dor no joelho ou em alguma outra parte do corpo. Mas será que existe alguma explicação científica plausível para justificar este fenômeno? 

Apesar de parecer um assunto banal, estamos na verdade diante de uma questão bastante complexa pois se trata de investigar uma relação de causa e efeito. Diga-se de passagem, uma das mais difíceis de se comprovar.
A pergunta primordial “Mudanças no tempo geram dor em pessoas com problemas articulares?” (daqui em diante chamarei de alterações meteorológicas) esconde uma série de vieses e armadilhas, como por exemplo: o que entendemos por mudanças meteorológicas? devemos considerar apenas a relação da dor com a presença de chuva ou também a mudança de temperatura (tanto para frio quanto para calor)? mudanças da pressão atmosférica? acúmulo de cargas elétricas na atmosfera? fases da lua? raios cósmicos? flutuações do campo magnético da Terra? Ou será que devemos ver tudo isso e mais o horóscopo chinês do dia? Além disso, de quais problemas articulares estamos falando? traumas, doenças reumatológicas ou doenças degenerativas?
Uma outra armadilha bem mais sutil envolve a percepção seletiva: Será que as pessoas associam dor e mudança meteorológica simplesmente  por estarem mais atentas a dor quando o tempo vira, muito embora também sintam dor mesmo com o tempo estável? Ficou meio confunso, né? Vou tentar explicar melhor com um outro exemplo: É um fenômeno relativamente bem conhecido o fato que mulheres grávidas relatam perceber outras mulheres grávidas em todos os lugares. Isso acontece por causa da percepção seletiva. Grávidas ficam mais atentas a outras mulheres na mesma condição. aplicando este raciocínio a questão das dores durante mudanças meteorológicas, o questionamento passa a ser: será que as pessoas ficam mais atentas ao surgimento de dor durante a mudança meteorológica?

Hipóteses e explicações:
Existem algumas hipóteses que tentam explicar fisiologicamente o porquê pessoas com problemas articulares sentem dor com a mudança do tempo. Vamos ver algumas:
#1- A mais tradicional refere-se a pressão atmosférica. Se temos uma articulação propícia ao edema (como no caso de trauma recente, doenças reumatológicas ou artrose), uma queda na pressão atmosférica teria um efeito sobre a articulação, permitindo um extravasamento de líquidos (efeito contrário da hidroterapia, quando o aumento da pressão externa ao corpo, preveniria os edemas). Como existem terminações nervosas nos tecidos, ao edemaciar, estes nervos seriam estimulados gerando dor.
#2 – Queda na temperatura também pode causar dor, pelo fenômeno de Raynaud. O frio geraria uma vasoconstricção, mais uma vez afetando as terminações nervosas e gerando dor.
#3 – Uma explicação mais holística e mais elegante diz que pessoas idosas ou com restrição ao movimento tendem a evitar sair de casa (algumas vezes evitam sair da cama também) quando chove ou quando está frio. Sedentarismo é um fator reconhecidamente relacionado a piora das dores de pacientes com doenças reumatológicas.
#4 - Uma quarta explicação faz referência a dor nos ossos fraturados. Diz que o foco de fratura sofre dilatação e constricção com as mudanças da temperatura ambiente (igualzinho uma viga de construção civil). Na minha opinião (posso até estar errado, mas neste momento me permito uma certa arrogância) esta explicação é muito viajante, pelo simples fato do interior do corpo manter sua temperatura interna relativamente constante.   


O que a literatura científica diz
Fiz uma busca simples no Google com os seguintes termos: Wheather+Pain+Osteoarthritis+pdf   e uma segunda busca com os termos: Dor+Artrose+”mudança de tempo”+pdf.
Encontrei vários artigos, mas para não alongar muito esta postagem, vou comentar apenas os dois artigos recentes. Um sobre artrite e outro sobre fibromialgia. Mas no final da postagem tem um link para os outros trabalhos pesquisados.

Influência de elementos meteorológicos na dor de pacientes com osteoartrite: revisão da literatura
 http://www.scielo.br/pdf/rbr/v51n6/v51n6a08.pdf
Neste artigo os autores analisaram 8 artigos envolvendo osteoartrose e artrite reumatóide, mas não foi possível observar um consenso com relação ao efeito das alterações meteorológicas. Um trecho interessante da discussão vale a pena ser destacada: “Na literatura visitada, o maior erro no desenho do estudo, além do tamanho amostral, foi a impossibilidade de manter os indivíduos participantes desinformados sobre as variações meteorológicas do período em que deveriam responder ao questionário. Presume-se que os indivíduos, em algum momento, tenham tomado conhecimento das condições e previsões do tempo pelos meios de comunicação. Essa informação poderia ter se refletido inconscientemente na propensão a relatar a dor da osteoartrose”
Os autores relatam também que apesar dos resultados conflitantes, as pesquisas mais recentes apontam para a existência de relação entre  mudanças climática e dor.

Influence of Weather on Daily Symptoms of Pain and Fatigue in Female Patients With Fibromyalgia: A Multilevel Regression Analysis (somente abstract) 
Este trabalho conclui que existem mais evidências contra do que a favor da influência de mudanças meteorológicas na dor e fadiga de mulheres com fibromialgia, muito embora algumas das pesquisadas pareçam ser mais sensíveis a alterações climáticas, esta não parece ser uma característica comum a toda a amostra de pacientes pesquisadas.


Conclusão
As pesquisas não são conclusivas. Mas permitam-me algumas observações:
#1- Se o seu, ou sua paciente diz que sente dor quando o tempo muda, ACREDITE ! Faz parte da relação terapeuta-paciente estabelecer confiança e empatia. Além disso, se ela está convicta que sente dor quando o tempo muda, você realmente acredita que é capaz de fazê-la mudar de idéia?
#2 – Eu tenho o ligamento cruzado parcialmente rompido e de fato sinto dor quando o tempo muda. Só que não é sempre. Muitas vezes o tempo vira e não sinto nada, e muitas vezes também sinto dor com o tempo estável. Então posso dizer que ao menos no meu caso não é possível estabelecer uma relação entre dor e meteorologia.


Referências:

3 comentários:

Thiago Martins disse...

Genial o tema.. E muito boa a postagem ! Num resumo da ópera, estou contigo quando diz sobre a questão da empatia e relação fisioterapeuta\paciente. Tenho em torno de 20 pacientes idosas, que dizem todos os dias que se o tempo muda, o joelho dói. Me provam usando argumentos lunares.. cósmicos e indígenas. E eu como qualificado fisioterapeuta, modéstia à parte, apenas concordo. =D

Geraldo Barbosa disse...

Caro Humberto,
Antes de parabenizá-lo pelo Dia Nacional do Fisioterapeuta, exteriorizo minhas felicitações pelo retorno das postagens no prestigioso Blog "O GUIA DO FISIOTERAPEUTA".
Um grande abraço.

Humberto disse...

Olá Geraldo!
Pois é meu amigo, desta vez vou tentar manter uma periodicidade nas postagens. parabéns pelo dia do Fisio!!
Grande abraço