segunda-feira, 25 de setembro de 2017

Alavancas


Salve salve Fisionautas !

O estudo das alavancas corporais é um conteúdo essencial no curso de graduação em fisioterapia. Sua importância baseia-se no fato de que o sistema musculoesquelético faz uso de alavancas para manter o corpo nas diferentes posturas bem como para a locomoção e movimentação do corpo no espaço. Fisioterapeutas utilizam aplicam os conhecimentos de alavancas nas áreas de ergonomia, fisioterapia desportiva, terapia manual, etc.

Pra começar:
A alavanca é classificada na Física como uma máquina simples, composta por uma haste rígida sobre um ponto de apoio. Estes componentes são organizados de tal forma que podem ser utilizados para converter uma força linear em um torque rotacional e também como forma de ampliar a intensidade da força aplicada.

As alavancas possuem 4 componentes que são de grande interesse na fisioterapia - braço de alavanca, pivô, força e carga. Em nossos corpos:
  • Ossos funcionam como braços de alavancas
  • Articulações agem como pivô (ou fulcro)
  • Músculos oferecem as forças de esforço para mover carga
  • Forças de carga são geralmente os pesos das partes do corpo que estão sendo movidas ou forças necessárias para erguer, empurrar objetos.

Existem 3 classes de alavancas: 

Alavanca de Primeira Classe / Interfixa = No corpo humano é utilizada para manter uma postura ou equilíbrio. o eixo de rotação fica posicionado entre a força e a resistência..Ex: uma gangorra, músculos posturais, articulação atlanto-occipital. Neste exemplo o crânio é o braço de alavanca e os músculos do pescoço na parte de trás garantem a força para elevar a cabeça contra o peso da cabeça. Quando os músculos do pescoço relaxam, a cabeça pende para frente

Alavanca de segunda Classe / Inter-resistente = As alavancas de segunda classe fornecem vantagem de FORÇA (maior alavancagem), de modo que grandes pesos podem ser suportados ou movidos por uma pequena força. A força resistente está localizada entre o apoio e o ponto de aplicação da força. Ex: o movimento de ficar na ponta dos pés. Neste exemplo o eixo é formado pelas articulações metatarsofalangeanas, a resistência é o peso do corpo e a força é aplicada ao calcâneo por meio do tríceps sural via tendão de aquiles.
Alavanca de terceira Classe / Interpotente = As alavancas de terceira classe são as mais comuns no corpo humano . O braço de PESO é sempre MAIOR que o braço de FORÇA, (desvantagem mecânica). Esta disposição é projetada para proporcionar VELOCIDADE do segmento distal e para mover um peso pequeno a longa distância. Este tipo de alavanca também oferece a vantagem de uma maior velocidade de movimento. Ex: contração do bíceps braquial. Neste exemplo a articulação do cotovelo é o eixo, a resistência (peso) é representada pelos antebraços, punho e mão. A força é o bíceps quando o cotovelo é fletido. A contração do bíceps produz um movimento amplo no antebraço.

Na prática

Algumas orientações de cuidados posturais são baseadas no sistema de alavancas. Sabe aquela orientação de usar as pernas ao invés das costas quando é preciso levantar um peso do chão ? Ela é uma aplicação prática do sistema de alavancas

Levantar peso como a pessoa à esquerda, produz um grande torque sobre a coluna lombar (pivô). A força usada para erguer está a uma grande distância perpendicular do pivô. Os músculos das costas precisam exercer uma grande força para gerar o torque necessário para erguer o peso.

É importante manter esse peso próximo ao corpo para reduzir o torque gerado na coluna, dessa forma, fletir os joelhos e usar a força dos quadríceps para elevar o peso do chão é uma estratégia eficiente e que ao mesmo tempo protege a coluna de sobrecargas.
Então é isso pessoal. 
Espero que esta postagem seja útil
Vida longa e próspera

Um comentário:

Dyego Araujo disse...

Muito boa postagem Humberto.
Cinesiologia é um dos pilares fundamentais dessa maravilhosa profissão que é ser fisioterapeuta!