quinta-feira, 21 de setembro de 2017

Drenagem Postural

A drenagem postural é uma técnica de higiene brônquica que consiste no posicionamento do paciente em decúbitos específicos que favorecem o processo de deslocamento das secreções brônquicas por meio da ação da gravidade. Podemos dizer que se trata de uma técnica clássica de fisioterapia respiratória. A descrição mais antiga do uso de drenagem postural remonta a 1898 por S. H. Quincke, o qual recomendava o uso intermitente da drenagem postural em pacientes com secreção espessa.

A explicação de como a Drenagem postural funciona é baseada no conceito medieval de que se você pendurar uma pessoa de cabeça para baixo por tempo o suficiente as secreções pulmonares irão escorrer e sair pela boca, limpando assim os pulmões. Como este procedimento viola a convenção de Genebra e mais uma dúzia de tratados internacionais, sabiamente optou-se por modificá-lo, e ao invés de pendurar o paciente de ponta cabeça, passou-se a posicioná-lo em posturas que levam em consideração a anatomia da árvore brônquica para que a gravidade auxilie o transporte de secreções.

Voltando a falar sério: A drenagem postural foi bastante utilizada ao longo do século passado, e sem dúvida foi uma das técnicas que ajudou a fisioterapia respiratória a estabelecer-se como profissão da área da saúde. Ainda hoje a drenagem postural é utilizada em hospitais e clínicas de fisioterapia ao redor do mundo.

Aplicação da técnica
Como mencionado anteriormente, o procedimento para a drenagem postural consiste em posicionar o paciente de modo que a gravidade auxilie o transporte de secreções das pequenas vias aéreas para as vias aéreas centrais. Dependendo do segmento a ser drenado, o paciente pode ser posicionado sentado, em prono, supino, decúbito lateral ou com a cabeça abaixo do nível do corpo em um ângulo entre 15 e 30 graus, como nas figuras abaixo.


FONTE: Pryor J and Prasad S (eds) (2008): Physiotherapy for Respiratory and Cardiac Problems (4th ed). Edinburgh: Churchill Livingstone, p 167
Com relação ao tempo em que o paciente deve permanecer na postura, posso lhe adiantar que se você fizer uma busca na literatura científica irá encontrar recomendações para todos os gostos, variando de 3-5 minutos a até 1 hora em cada postura. Na minha opinião, o melhor mesmo é que o tempo em que cada paciente vá permanecer na postura de drenagem seja orientada pela ausculta pulmonar. Tão logo a secreção tenha sido eliminada e tenha havido melhora na ausculta pulmonar, muda-se o decúbito.  
Outra coisa importante: Os principais guidelines que usam drenagem postural, recomendam que esta conduta seja feita em associação a outras técnicas de fisioterapia respiratória. Aparentemente a drenagem postural sozinha tem pouco ou nenhum efeito desobstrutivo, mas quando associada a outras técnicas é possível potencializar a higiene brônquica.

Nem só de gravidade se faz a Drenagem Postural
Finalmente, creio que seja importante chamar a atenção par o fato de que a ação da gravidade não é o único fator que devemos levar em conta quando utilizamos a drenagem postural. Devemos estar alertas também a viscosidade das secreções, o nível de hidratação do paciente, se há algum transtorno na motilidade ciliar e principalmente a efetividade da tosse.
O objetivo desta postagem foi compilar algumas informações sobre a drenagem postural. Creio que é uma técnica que pode ser útil em algumas condições específicas e que não deve ser menosprezada. Confesso que a drenagem postural é um dos últimos truques que eu tiro da manga quando estou atendendo um paciente, e confesso a vocês que (algumas poucas vezes) aconteceu desta ser a única técnica que conseguiu promover a higiene brônquica do paciente que eu estava atendendo.

Espero que esta postagem seja útil.

Hasta la vista 

REFERÊNCIAS:

Physiotherapy for airway clearance in adults. European Respiratory Journal 1999 14: 1418-1424

DRENAGEM POSTURAL: prática e evidência Fisioter Mov. 2009 jan/mar;22(1):11-17.

Airway clearance techniques for chronic obstructive pulmonary disease. Cochrane Database Syst Rev. 2012 Mar 14;(3

Nenhum comentário: